ASSOCIAÇÃO DE DEFESA DO

PATRIMÓNIO DE SINTRA

 

INÍCIO | ADPS | CONTACTOS |  E-MAIL   ACTIVIDADES   COMEMORAÇÕES | COMUNICADOS | PATRIMÓNIO | BOLETINS | PUBLICAÇÕES | NEWSLETTER | LIGAÇÕES

 

Sintra “the Glorious Eden”

 Preâmbulo

   A secular região de Sintra, com vestígios pré-históricos de ocupação romana e muçulmana e foral de 1154 dado por D. Afonso Henriques à Vila, manteve-se através da Idade Média, do Renascimento e da Época Romântica até aos nosso dias, como um lugar onde a Natureza e o Homem se têm enleado numa simbiose que a tornaram num local único no mundo.

   As sua belezas naturais, a água, os solos de aptidão agrícola, a orla marítima, as pedreiras, a Serra com uma diversificada flora autóctone foram motivo de fixação de pessoas que, pouco a pouco, foram aproveitando os recursos naturais, construindo vários aglomerados e introduzindo espécies exóticas, do que resultou um Concelho com um especial património natural e construído.

   Desde a Peninha, zona tampão e indiscutivelmente a preservar na íntegra, ao litoral de perfil sabiamente a aproveitar sem ocupação em excesso, aos espaços urbanos sobrepovoados mas ainda com valores patrimoniais a reabilitar,  até aos núcleos saloios e terras férteis, toda a Região de Sintra deve congregar sinergias para que, sob o ponto de vista económico e turístico, conheça um desenvolvimento integrado e harmonioso.

   A conservação do seu património natural e construído não permite modificações estruturais que lhe iriam retirar toda a identidade e levar a que Sintra desaparecesse como destino turístico e cultural.

   Face à preocupação manifestada por muitos cidadãos nacionais e estrangeiros, ao longo das últimas décadas, acerca da conservação e reabilitação do património Sintrense, decidimos, não só dar voz a todos os que desejam reafirmar Sintra como local único, mas igualmente procurar despertar essa percepção nos que não atenderam ainda aos valores culturais em presença.

 

* Estância XVIII do poema “Childe Harold’s Pilgrimage” de Lord Byron em que Sintra foi comparada ao Paraíso.

 Texto a acompanhar as assinaturas que serão enviadas a várias Entidades

 

Sintra “the Glorious Eden”

 Petição

 

   Sintra foi inscrita na Lista do Património Mundial, na Categoria de Paisagem Cultural, no dia 06 de Dezembro de 1995, na 19ª Sessão do Comité do Património Mundial da Unesco, reunido em Berlim.

    Sintra é um dos últimos paraísos ainda quase intocados.

   A Pena, no seu todo, Palácio e Parque Botânico, um hino à Harmonia e ao Amor; Monserrate, com o seu Palácio e flora diversificada; o vetusto Palácio da Vila; um castelo de reminiscências mouriscas; o misterioso Espaço da Regaleira; os Capuchos onde ainda paira o misticismo, bosques e tapadas, palacetes, igrejas e capelas, casario, pedras, musgos e recantos, fauna variada, sob sois luminosos, neblinas mágicas ou poéticos luares.

   No Centro Histórico, um vale com múltiplos taludes verdejantes e ajardinados, mais acima árvores centenárias, nas encostas árvores de fruto misturando-se com flora exótica e autóctone evidenciam-nos a presença de água, curso que corre ora à superfície ora no subsolo, ladeado, aqui e acolá, por minas e fontes.

   O Parque Municipal, trepando pela encosta, é um dos enlevos de Sintrenses e turistas.

   Mais além, ainda dentro do burgo, quintas, vales e miradouros, donde se desfrutam paisagens únicas.

   Sintra é um lugar onde os ecossistemas ainda se mantêm em equilíbrio e, como local único no mundo, precisa da ajuda de todos para assim continuar. Temos pois que tratar Sintra com uma delicadeza especial, para que não se percam os seus valores naturais e construídos e a sua alma mater que a torna tão diferente e atractiva.

 

Se como nós, gosta de Sintra e se preocupa com a sua preservação subscreva este texto

 

INÍCIO | ADPS | CONTACTOS |  E-MAIL   ACTIVIDADES   COMEMORAÇÕES | COMUNICADOS | PATRIMÓNIO | BOLETINS | PUBLICAÇÕES | NEWSLETTER | LIGAÇÕES
    ACTUALIZAÇÃO 14-dez-2014 17:45 - © ADPSINTRA